Gente de Roma (2003)

Atualizado: 17 de out. de 2021

Gente di Roma (2003)

Sinopse

O filme reúne histórias que se alternam entre ficção e documentário. Tem como protagonistas pobres e ricos, velhos e jovens, crianças e doentes, homens e mulheres, hetero e homossexuais; anônimos e figuras públicas (Nanni Moretti, Stefania Sandrelli e Vittorio Foà). E, principalmente, imigrantes e ex-emigrantes, nativos e pessoas de passagem sobre o rico solo que hoje, como ontem, é Roma. Roma é uma cidade que pode ser amável, mas também sinistramente indiferente. Não somos racistas, afirma um personagem, mas por pura preguiça: até o ódio exige um trabalho que muitos romanos não estão dispostos a ter - salvo para se meter com o torcedor do time de futebol rival. Simpática, sarcástica e profundamente compreensiva, a Gente de Roma nos lembra a coerência de Scola. É um documento imprescindível para entender como se vive hoje nessa cidade tão singular. Além do racismo, o filme aborda a estagnação econômica e o desemprego, a política, o problema dos idosos - faixa etária que aumentou bastante na atual sociedade.


Título original: Gente di Roma


Direção: Ettore Scola


País: Itália


Idioma: italiano

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo